Provedores no Combate ao COVID-19

Provedores no Combate ao COVID-19 : Papel essencial Deixe um comentário

Entenda o Papel Essencial dos Provedores no Combate ao COVID-19!

No dia 20 de março, o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto regulamentando quais serviços essenciais não devem ser interrompidos durante o período de combate a doença.

A importância dos provedores, nesse momento, vai além de garantir o acesso de dados para atividades de home office, home schooling e entretenimento durante esse período de confinamento. O provimento dos serviços de internet possibilita que grande parcela da economia continue funcionando e gerando receitas mesmo fisicamente fechadas.

O decreto 10.282/2020 determina que são essenciais os serviços de internet, telecomunicações, tecnologia da informação e de processamento de dados (data center) para suporte de outras atividades previstas no decreto, como por exemplo, as prestações de serviços do próprio funcionamento da telefonia e da internet. 

A regulamentação equipara a importância dos provedores de internet a outras empresas e setores. Como por exemplo, hospitais, clínicas médias, segurança pública e privada, saneamento básico e energia elétrica.

Provedores no Combate ao COVID-19: funcionamento das categorias

Com isso, essas categorias precisam continuar funcionando, mesmo com a quarentena do país, pois são considerados “indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, (…) e, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população”. 

Essas medidas blindam as empresas de Internet e telecomunicações de eventuais restrições que possam ser impostas pelos governos estaduais e colocam os trabalhadores desta categoria em condição excepcional de trabalho, como médicos e agentes de segurança.

As medidas de combate à propagação da doença modificaram de maneira substancial a demanda pelos serviços de internet. Sendo assim, provedores em todo o país já sentem o aumento de consumo de dados e solicitações de novas instalações de internet residencial.

É o caso do setor de alimentação, que passa a operar exclusivamente com tele entregas, e demais pequenos comércios locais que precisam se adaptar rapidamente a atuação digital para não encerrar por completo suas atividades. 

Com tamanha importância no momento de combate à epidemia no país. É também importante que os provedores estejam com suas redes de transporte de dados preparadas para suprir essa conexão. Isso porque ela é, essencial à sobrevivência de famílias e comércio.

Fonte: International Communication Union

Os setores e consumidores que dependem mais da internet nesse momento abrem uma nova classe de inseridos digitais no país. Seguindo o histórico de consumo de internet que vemos até aqui, a tendência é de que esses inseridos digitais. Sendo assim, da mesma forma como vem ocorrendo até este momento. Isto é, permaneçam consumindo digitalmente e a demanda por internet mantenha sua curva de crescimento ao longo do tempo. 

Essa perspectiva de crescimento continuado é uma das seguranças que provedores de todo país podem ter . Principalmente, ao ampliar suas redes e investir em infra-estrutura nesse momento.  Analise opções, e responda rapidamente a essa demanda adicional com a ampliação de sua rede.

Portanto, prepare seu provedor para exercer esse papel. Estamos prontos para ajudá-lo nessa decisão de crescer rapidamente sua capacidade de atendimento.

Veja Também:

alinhamento de antenas ponto a ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *