CTI e enlaces urbanos

CTI e enlaces urbanos: crescimento surpreendente Deixe um comentário

CTI cresce com o manejo inteligente de seus enlaces urbanos

Com sede em Diadema – SP, a empresa iniciou sua rede de transporte com enlaces urbanos (CTI e enlaces urbanos) e hoje, com grande parte de seu backhaul em fibra, os rádios são um ativo importante para redundância ou para alimentar repetidoras cuja capacidade é atendida pela tecnologia de rádio.

CTI e enlaces urbanos: AS PRIMEIRAS ROTAS

No início da empresa, há quase três décadas, a CTI operava com redes de rádios não licenciados. Mas, com o crescimento da empresa, veio a necessidade de transportar maior capacidade de link com mais estabilidade para seus clientes.

Assim, no momento de migrar da radiofrequência aberta para rádios digitais licenciados, a Wi2be foi o parceiro escolhido para a empreitada, por contar com suporte ilimitado, reparo no Brasil e apoio nos estudos de viabilidade

Posteriormente, foram estruturados anéis de rádios licenciados que ligaram as repetidoras e datacenters do provedor com equipamentos Smart HP e depois Smart HP Turbo. 

CTI e enlaces urbanos: CRESCIMENTO INTELIGENTE

Hoje a empresa possui uma cobertura de mais de 1.300 Km2 em seu backbone, atendendo mais de 10 cidades na grande São Paulo. Assim, a carteira de assinantes é composta exclusivamente por clientes corporativos. Assim, em grande parte formada por indústrias e empresas de prestação de serviço da região, que possuem a Internet como principal aliada para garantir a continuidade dos seus negócios.

A rede da CTI agora é híbrida, com grande parte das repetidoras conectadas com fibra, garantindo a possibilidade de conexões em dupla abordagem também aos clientes. Os rádios Wi2be, que iniciaram a operação em frequências homologadas, permanecem como um ativo importante da empresa:

-trechos importantes do backbone são alimentados por fibra com redundância em rádio enlace;
-repetidoras novas ou em desenvolvimento são alimentadas pelos rádios Wi2be;
-clientes que necessitam de uma dupla abordagem para garantir a conectividade em tempo integral. Por isso, recebem o link por meio de fibra com redundância em rádio enlaces Wi2be;
-clientes cuja infraestrutura para fibra é inviável recebem seus links dedicados por meio de rádio enlaces.
-Links eventuais para shows, lives, eventos corporativos, também recebem a tecnologia Wi2be.

PERSPECTIVAS

Para o futuro, os planos seguem sendo de crescimento. Ou seja, adaptando a tecnologia para os novos meios que as empresas vem criando após um período turbulento de pandemia que afetou o mercado corporativo e fechou algumas empresas.

A CTI já percebe a retomada de investimentos de seus clientes em suas redes de dados. Principalmente, pelo fato de que grande maioria das empresas hoje percebem o quão importante é ter a conectividade estável para que todo restante se adapte da melhor forma possível.

Novas assinaturas voltaram a crescer, assim como a ampliação de conexões dos clientes ativos. O que é um ótimo sinal para o setor de que a retomada já começou e investimentos em transporte robusto volta para a mesa de decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.