RÁDIO ENLACE DIGITAL

Rádio Enlace Digital: Por que adquirir? Quais vantagens? Deixe um comentário

Rádio Enlace Digital: por que adquirir? Tudo que você precisa saber

Rádio enlace digital, uma solução com custo-benefício, flexibilidade e alcance para transmissão de dados, assim como para controle operacional e automação no setor industrial.

Conheça mais sobre esse equipamento, seguindo os tópicos abaixo.

– O que é o rádio enlace digital?

– Como instalar o rádio enlace digital?

– Por que trabalhar com o rádio enlace digital?

– Quais empresas trabalham com o rádio enlace digital?

Entenda o que é rádio enlace digital:

O rádio enlace digital ponto a ponto é responsável pelo transporte de informação entre dois pontos fixos através de transmissão via wireless.

Essa informação, seja ela em voz, dados ou imagem, é em formato digital e transportada em canais padronizados, como PDH ou SDH.

Os principais exemplos onde se aplica o rádio enlace digital são:

  • Rede de transporte de operadoras de telefonia fixa e móvel;
  • Redes de dados e implantação de acesso;
  • Redes de distribuição de sinal de TV;
  • Provedores de Internet.

No rádio enlace digital, o sinal é transmitido através da antena transmissora, ou seja, propagando-se por ondas eletromagnéticas até a antena receptora.

Sendo assim, seu objetivo é garantir que o sinal digital transporte a informação a ser recebida na outra ponta com uma taxa aceitável, ou seja, aumentando para isso a função da modulação e mecanismos de codificação utilizados no enlace.

Além disso, a potência do transmissor e antenas devem ser dimensionados para evitar perdas na propagação e polarização cruzada, ou seja, além de atenuação nos conectores, cabos e guias de ondas.

As ondas de frequência são classificadas como baixas ou altas, sendo as menores, capazes de alcançar longas distâncias para comunicações militares e na transmissão de rádio AM e FM. Já as micro-ondas são de altas frequências, utilizadas em rádio enlace em telecomunicações para redes de transmissão de voz e dados.

Saiba como é a instalação do rádio enlace digital:

O funcionamento de rádios ocorre através da transmissão de sinal por onda eletromagnética e um receptor, com um arranjo de antenas, para direcionamento do sinal, onde ocorre a amplificação para transmissão e abertura da zona de recepção do sinal. Essas ondas se interceptam, convertendo sinais eletromagnéticos em sinais elétricos e vice-versa.

Assim, atuam enviando e recebendo informação no espaço por meio da propagação dessas ondas e por meio de um transmissor e um receptor com modulação e demodulação (MODEM); antenas para ampliação de sinais com capacidade de comunicação dependente da distância e link de dados.

Para a instalação do rádio enlace, três componentes são considerados:

  1. Equipamentos de rádio: responsáveis pelo tratamento do sinal e funções de processamento, modulação e multiplexação.

Existem dois tipos de equipamentos de rádio:

  • Rádio enlaces digitais: possuem taxas de 2 Mbit/s a 400 Mbit/s, ideais para configurações ponto a ponto e em faixas de frequências com licença para uso. Alcançam grandes distâncias e são imunes a interferências.
  • Rádio Spread Spectrum: permite um maior uso do espectro de frequências em faixas sem necessidade de licença para uso. Opera nas configurações ponto a ponto ou ponto multiponto, com taxas que variam entre 64 kbit/s a 150 Mbit/s. Alcança distâncias médias com preço acessível, porém mais suscetível a interferências.
  • Antenas: responsáveis por transmitir e receber os sinais eletromagnéticos gerados pelos equipamentos de rádio enlace.
  • Estações repetidoras: atua entre os equipamentos e as antenas com a função de regenerar o sinal obstruído, ou quando não há visada direta entre as antenas, amplificando e redirecionando o sinal. Os repetidores são classificados em ativos e passivos.

Há três tipos de instalações para uma estação de rádio:

  1. Interna (indoor): na qual os equipamentos de rádio ficam no interior do ambiente, e a antena no lado externo.
  • Externa (outdoor): na qual os equipamentos estão acondicionados em um gabinete externo, ligando-se aos equipamentos auxiliares internos via cabos de banda base.
  • Mista (split): na qual os equipamentos de rádio são divididos em unidades externas (ODU) composta pela radiofrequência (RFU), e as unidades internas (IDU) compostas pelo modulador e demodulador (MODEM), banda base e multiplex. Sua interligação é via multicabo, operando em frequência intermediária (FI).

Os equipamentos para o rádio enlace digital, geralmente envolvem bridges ethernet e são comercializados na forma de uma solução completa, ou seja, contendo antena, fonte de alimentação elétrica, cabeamento, etc.

Para sua implantação alguns quesitos devem ser considerados:

  • Em primeiro lugar, autorização pela Anatel (em determinados casos e para faixas de frequências licenciadas);
  • Em seguida, infraestrutura necessária para instalação de equipamentos e antenas, onde haja sistemas de energia e aterramento;
  • Análise da finalidade, localização, distância, visada e frequências;
  • Definição da quantidade de rádios base e repetidores;
  • Especificação dos equipamentos de acordo com frequência e taxa de transferência (throughput);
  • Entendimento da capacidade de distância do link por meio da frequência e quantidade de dados,
  • Definição de uma viabilidade básica;
  • Realização de testes e a validação do enlace de dados;
  • E por fim, implantação de equipamentos redundantes e monitorados por sistemas de gerência.

Vantagens de escolher o rádio enlace digital:

O rádio enlace digital oferece:

  • Em primeiro lugar, facilidade de implementação com baixo custo e manutenção;
  • Em seguida, custo-benefício;
  • Além disso, canais utilizados com alto número de interfaces de dados para usuários e redes de pacotes ou interfaces LAN;
  • Posteriormente, operação em quilômetros de distância;
  • E por fim, na automação industrial permite mais mobilidade, alcance, aplicações especiais, flexibilidade, viabilidade, segurança, implantação rápida, melhor custo de manutenção, imunidade a ruído e diagnóstico de operação.

Conheça a Wi2be – empresa de tecnologia que trabalha com rádio enlace digital:

A Wi2be é uma empresa brasileira, presente há mais de 10 anos no mercado, assim, desenvolvendo, fabricando e comercializando soluções completas em comunicação wireless para transmissão de dados de alta performance com uma abrangente cobertura, garantia e suporte remoto.

Além disso, no segmento de rádio enlace digital, a Wi2be trabalha com duas linhas que garantem um excelente desempenho e muita potência, ou seja, além de todos os aparelhos necessários para sua instalação:

  • Rádio PTP Dumont: rádio enlace digital ponto a ponto full outdoor com entrega de até 2,8Gbps em distâncias de até 100km. Sendo assim, único rádio sem adição de cabos e com a utilização de apenas uma antena. Isso porque, trabalha com frequências de operação de 6,5GHZ a 8,0GHZ. É equipado com Circuitos Integrados da Maxlinear, OMT integrada e switch incorporado. Além disso, transmite capacidade similar a 4 rádios 1+0 utilizando apenas 2 canais de RF com a operação co-canal com correção XPIC. Saiba mais!
  • Rádio PTP Smart HP Turbo: Ideal para transporte e redundância intramunicipal, com três níveis de proteção contra surto, ou seja, solução de carrier class, baixo custo de operação, maior cobertura de frequência e distância. Alem disso, capacidade de até 477Mbps Full-duplex com HAACM e modulações de QPSK a 1024QAM. Sincronismo de rede com SyncE e prioridade de tráfego por QoS (Quality of Service) e VLAN. Saiba mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.